Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Transformando paredes em portas

 

A Nelinha, do ‘Só mais um bocadinho’, lançou-nos um desafio: olharmos para a imagem de uma parede e escrevermos o que pensamos sobre o tema ‘transformando paredes em portas’.
 
Só a ideia, já de si, é bonita. Gosto de imaginar que as paredes podem realmente transformar-se em portas abertas de par em par... basta querermos.
 
Por vezes, abrimos a nossa porta à parede que temos em frente e fica tudo na mesma. Nem uma janelinha se abre do outro lado. O que fazer? Como reagir? Bom, tudo depende da nossa vontade. Se a parede do outro lado nos for muito especial, podemos deixar a casa a arejar, de portas abertas, e ir espreitando para ver se do outro lado o muro cai. Se não cair, acabamos por ter de fechar a nossa porta quando chega a noite e podemos não estar em casa no dia seguinte para a manter aberta.
 
Mas há sempre solução. Podemos pendurar na nossa porta uma mensagem a dizer ‘Isto é uma porta. Podes entrar’. Sim, porque do outro lado, com a espessura da parede, podem achar que deste lado o muro também se mantém. Às vezes não temos a vista limpa e observamos com uma certa miopia um canto do mundo que nos magoa. Sim, magoa, porque ninguém gosta de ter paredes à sua frente.
 
Se, pelo contrário, fizermos um furinho na nossa parede e ao espreitarmos virmos que do outro lado desenharam uma porta... por que não dar uma oportunidade? A vida sabe melhor quando estamos bem com o mundo inteiro, sem cantinhos escuros, cheios de paredes que não queremos escancarar.
 
Acho que já parti as minhas paredes todas. Mas se algum dia virem uma deste lado, fiquem à vontade para agarrarem num lápis, desenharem uma porta, entrarem e abanarem-me até eu perceber que uma casa com portas é uma casa com luz. E a luz, amigas queridas, é vida.
 
Obrigada por me teres feito reflectir sobre paredes e portas, Nela querida.
 
Um beijo enorme para todas as amigas do peito e do coração.
publicado por carla às 00:26
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Nela a 16 de Junho de 2008 às 14:14
Oh Carlinha, que texto espectacular. "Isto é uma porta. Podes entrar" - magistral!

Vou começar a usar e abusar desta ideia, se bem que, às vezes, também a tenha que aplicar a mim (muitas vezes...).

Este desafio, que começou de uma parvoeira qualquer que me passou pela cabeça, acabou por ser muito giro.
De Anónimo a 17 de Junho de 2008 às 19:07
Bendita hora que vos conheci , sois duas grandes e lindas mulheres... sim... lindas por dentro e por fora e mais uma vez eu digo, atrás
do mau vem sempre o lado bom.
Aqui o lado bom foi ter-vos conhecido a todas digo isto do fundo do meu coração.
Que Deus vos ajude a abrir depressa essa porta para um mundo de alegria e muita saúde e que possam gritar bem alto!!!! ESTAMOS LIVRES !!!!!!!!!!!!!!!!!MARILU.BJS

Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. Para a Teresa, para todos...

. Nicha

. Energias positivas

. Parabéns, Ruizinho!

. TVI domingo à noite

. Junho

. Ser feliz é ter asas e sa...

. Saudade

. Assim vai a vida

. Parabéns, Tilinha!

.arquivos

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

.Gigi

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds